2010

Translucência Nucal: Propedêutica Diagnóstica

Desde o início dos anos 90, diversos estudos demonstraram associação entre o aumento da espessura da translucência nucal (TN), entre a 11a e a 13a semana e 6 dias, e a presença de anomalias cromossômicas. A Fetal Medicine Foundation (FMF) recomenda que a TN seja medida quando o feto tem entre 45 mm e 84 […]

Avaliação da Vitalidade Fetal nas Infecções Congênitas

As infecções congênitas são um grande desafio para o acompanhamento pré-natal, considerando os inúmeros fatores implicados no prognóstico fetal e conseqüentemente na conduta pré-natal. Diante dos mais recentes avanços na propedêutica diagnóstica fetal, a presente revisão tem como principal objetivo sugerir diretrizes no acompanhamento da vitalidade fetal na presença das infecções congênitas que estão mais comumente associadas ao comprometimento […]

Vitalidade Fetal: Propedêutica Clínica

Assistência pré-natal, na manutenção de Saúde materna e perinatal. Destaca-se a tríade propedêutica clínica na anamnese, exame físico de gestante e exames complementares. Evidencia-se a necessidade da mulher, no período gestacional, realizar consultas ao profissional de saúde e os principais exames de rotina enfatizando o objetivo, o momento mais adequado à sua realização e a […]

Aloimunização RH e Vitalidade Fetal

O presente estudo tem por objetivo analisar a aloimunização pelo fator Rh e o estudo da vitalidade fetal da gestante acometida. Justifica-se o tema pelo fato de que ao longo dos últimos lustros têm-se discutido os vários métodos de avaliação da saúde conceptual. Para tal, tradicionalmente, sempre se utilizou a espectrofotometria do líquido amniótico, método […]

Vitalidade Fetal nos Distúrbios Genéticos

Fizemos uma revisão na literatura sobre aspectos peculiares da pesquisa de vitalidade nos conceptos com distúrbios genéticos, procurando-se a compreensão da fisiopatogenia dos achados, sobretudo relacionando-se com o desenvolvimento placentário e fetal. Os resultados de testes biofísicos muitas vezes são conflitantes, quando comparados com fetos normais. As diferenças constatadas são importantes, pois podem servir como […]

Doppler de aa. Uterinas no 1º e 2º Trimestre de Gestação e Predição de Pré-eclâmpsia e RCIU

Há muitas evidências de que o cuidado pré-natal pode evitar situações que coloquem a mãe e/ou o feto em risco (KURDI et al, 1998). A maioria das gestantes faz parte do grupo de baixo risco para complicações obstétricas. Sendo assim, constitui-se em um desafio perceber, entre todas, quais enfrentarão eventos adversos durante o curso da […]

Espectroscopia por Ressonância Magnética na Avaliação da Vitalidade Fetal

A espectroscopia por ressonância magnética é um método de baixo risco e não invasivo para a detecção de metabólitos em diferentes tecidos como o cérebro fetal, o líquido amniótico e a placenta. O líquido amniótico humano tem sido estudado devido sua alta concentração em metabólitos de baixo peso molecular definindo biomarcadores tanto do desenvolvimento normal […]

RCIU e Vitalidade Fetal

O maior propósito da obstetrícia é a manter a saúde da gestante e garantir o bem estar fetal e neonatal. Para este fim, estudos atuais têm dado ênfase a fisiologia e fisiopatologia do crescimento e desenvolvimento do feto. O organismo materno responde passivamente aos sinais procedentes dos tecidos êmbrio-fetais e anexias. A contribuição da implantação […]

Cardiopatias, Pneumopatias e Nefropatias: Interferências sobre a Gestação

O trabalho realizado discorre sobre as cardiopatias, pneumopatias e nefropatias maternas e sua repercussão sobre a gestação e o concepto. É consenso na literatura de que as cardiopatias quando complexas podem trazer desfechos negativos a gestação, além de aumentar a probabilidade de a prole ser acometida pela mesma patologia. Já as gestantes com pneumopatias geralmente […]

Síndrome Transfusor-Transfundido

Descrita pela primeira vez por Schatz em 1882, a síndrome de transfusão feto-fetal é uma entidade congênita que ocorre exclusivamente nas gestações gemelares do tipo monocoriônicas e diamnióticas (Fusi, 1990). Caracteriza-se por anastomose desequilibrada entre a circulação dos gêmeos causando então um fluxo unidirecional, favorecendo o crescimento de um feto (receptor) em detrimento do outro […]

Contate-nos!

Atendimento online indisponível no momento. Envie sua mensagem e retornaremos o mais breve possível.

Olá! Como posso ajudar?

Clique para enviar

Para mais informações

Seu nome (obrigatório)
Seu telefone (obrigatório)
Seu e-mail (obrigatório)
Seu interesse
Comentários
×

Para mais informações

Seu nome (obrigatório)
Seu e-mail (obrigatório)
Sua mensagem
×